24 de janeiro de 2008

Free Hugs

Recebi um vídeo hoje da Renata-Tuddys sobre Juan Mann. Adorei!
Tinha visto uma reportagem sobre o Free Hugs no Fantástico, dias atrás.
A idéia é das melhores!
Vejam a história:

Em 2004, o principal protagonista da história, que estava vivendo em Londres, voltou a sua cidade natal, Sydney, na Austrália. Não havia ninguem para recebê-lo no aeroporto porque sua família estava passando por problemas internos, seus pais estavam se divorciando, sua avó estava muito doente e sua namorada tinha acabado de romper o relacionamento deles. Parado lá no terminal de embarque / desembarque, vendo outros passageiros encontrarem seus amigos e família esperando por eles, com os braços abertos e sorriso no rosto, abraços e risos juntos... eu queria que alguém estivesse lá esperando por mim... feliz em me ver, sorrir para mim, esperar por mim – disse Juan Mann em entrevista no programa de TV Oprah Winfrey Show.
Para se animar, Juan Mann (apelido criado para manter a privacidade dele) foi a uma festa onde uma desconhecida o presentiou com um abraço. Me senti como um rei, foi o melhor que já me aconteceu – disse Juan Mann ao descrever o momento em entrevista a revista Who. Seis meses depois dessa festa, ele fez um cartaz com as palavras Free Hugs e levou a um shopping do centro de Sydney, oferecendo seu abraço a todos que passavam.

Eu peguei um papelão e uma canetinha e fiz um cartaz. Eu encontrei um local de passagem para pedestres ocupados na cidade e levantei o cartaz com as palavras Abraços Grátis dos dois lados [frente e verso]. E por 15 minutos as pessoas realmente passavam direto por mim. A primeira pessoa que parou me deu um tapinha no ombro e me contou como seu cachorro tinha morrido naquela manhã, como aquela manhã fazia um ano que sua única filha morreu em um acidente de carro... como o que ela precisava agora, quando ela se sentiu a pessoa mais solitária do mundo, era um abraço. Eu abaixei em um joelho, levamos nossos braços um em volta do outro e quando nós nos despedimos, ela estava sorrindo – disse ele.
Juan Mann transformou isso em um ritual e toda semana carregava o cartaz até o shopping Pitt Mall Street, em Sydney. Assim, ele conheceu Shimon Moore, um músico, líder da banda Sick Puppies, que filmou o jovem oferecendo seu abraço com cartazes e sendo interrompido freqüentemente pela polícia australiana.

Em setembro de 2006, a avó de Juan Mann não conseguiu mais resistir a doença e morreu e Shimon Moore, pensando em animá-lo, editou as imagens do vídeo, mesclou-as com sua música e deu de presente para Juan Mann, assim como fez upload de seu registro para o Youtube.
Graças a força viral desse meio de comunicação, o movimento Free Hugs se tornou conhecido no mundo todo. O vídeo já teve mais de 10 milhões de visualizações e milhares de comentários. Inicialmente algumas pessoas desconfiaram da motivação de Juan Mann, porém, em um mês, muitos jovens estavam imitando o gesto em outros países e a ação se tornou um movimento social com sites de apoio em várias línguas. Os sites contam, em seus fóruns, histórias de famílias que foram restauradas e pessoas que se sentiram melhor psicológicamente depois de alguns abraços inocentes ou que alegraram outras pessoas que estavam tristes com este gesto.

Depois de um tempo, a polícia australiana começou a proibir o movimento a não ser que Juan Mann pagasse um tipo de seguro de $25 milhões em que ele assumiria a responsabilidade pelo que acontecesse com outras pessoas enquanto participavam do movimento. Juan Mann e seus companheiros fizeram um abaixo assinado para tentar convencer as autoridades a permitir que a campanha continuasse sem o pagamento do seguro. A petição alcançou 10 mil assinaturas e assim ele conseguiu permissão para continuar oferecendo abraços grátis.

Sobre suas motivações, os abraçadores explicam:
Todo mundo tem problemas e certamente o meu não pode ser comparado com outros. Mas ver alguém que antes estava carrancudo, sorrir pelo menos por um momento, sempre vale a pena. (Juan Mann)
Não importa qual é o seu trabalho, talvez o trabalho mais importante que podemos fazer é ajudar a encorajar outros, especialmente pelas nossas ações. (Jason Hunter)

Que o gesto deste homem, inspire o mundo!

video

17 de janeiro de 2008

Discurso de Formatura - Nizan Guanaes

.....Dizem que conselho só se dá a quem pede. E, se vocês me convidaram para paraninfo, estou tentado a acreditar que tenho sua licença para dar alguns. Portanto, apesar da minha pouca autoridade para dar conselhos a quem quer que seja, aqui vão alguns, que julgo valiosos.
.....Não paute sua vida nem sua carreira pelo dinheiro. Ame seu ofício com todo o coração. Persiga fazer o melhor. Seja fascinado pelo realizar, que o dinheiro virá como conseqüência.
.....Quem pensa só em dinheiro não consegue sequer ser nem um grande bandido, nem um grande canalha. Napoleão não invadiu a Europa por dinheiro. Hitler não matou 6 milhões de judeus por dinheiro. Michelangelo não passou 16 anos pintando a Capela Sistina por dinheiro. E, geralmente, os que só pensam nele não o ganham. Porque são incapazes de sonhar. E tudo que fica pronto na vida foi antes construído na alma.
.....A propósito disso, lembro-me de uma passagem extraordinária que descreve o diálogo entre uma freira americana cuidando de leprosos no Pacífico e um milionário texano. O milionário, vendo-a tratar daqueles leprosos, disse: "Freira, eu não faria isso por dinheiro nenhum no mundo". E ela responde: "Eu também não, filho".
.....Não estou fazendo com isso nenhuma apologia à pobreza, muito pelo contrário. Digo apenas que pensar e realizar tem trazido mais fortuna do que pensar em fortuna.
.....Meu segundo conselho: pense no seu país. Porque, principalmente hoje, pensar em todos é a melhor maneira de pensar em si. Afinal, é difícil viver numa nação onde a maioria morre de fome e a minoria morre de medo.
.....O caos político gera uma queda de padrão de vida generalizada. Os pobres vivem como bichos e uma elite brega, sem cultura e sem refinamento, não chega a viver como homem. Roubam, mas vivem uma vida digna de Odorico Paraguassu.
.....Meu terceiro conselho vem diretamente da Bíblia: "Seja quente ou seja frio, não seja morno que eu te vomito". É exatamente isso que está escrito na carta de Laudicéia: seja quente ou seja frio, não seja morno que eu te vomito. É preferível o erro à omissão; o fracasso, ao tédio; o escândalo, ao vazio. Porque já vi grandes livros e filmes sobre a tristeza, a tragédia, o fracasso.
.....Mas ninguém narra o ócio, a acomodação, o não fazer, o remanso. Colabore com seu biógrafo: faça, erre, tente, falhe, lute. Mas, por favor, não jogue fora, se acomodando, a extraordinária oportunidade de ter vivido.
.....Tenho consciência que cada homem foi feito para fazer história. Que todo homem é um milagre e traz em si uma evolução. Que é mais do que sexo ou dinheiro. Você foi criado para construir pirâmides e versos, descobrir continentes e mundos, caminhando sempre com um saco de interrogações na mão e uma caixa de possibilidades na outra.
.....Não use Rider: não dê férias a seus pés.
.....Não se sente e passe a ser analista da vida alheia, espectador do mundo, comentarista do cotidiano, dessas pessoas que vivem a dizer: "Eu não disse? Eu sabia!"
.....Toda família tem um tio batalhador e bem de vida que, durante o almoço de domingo, tem que agüentar aquele outro tio muito inteligente e fracassado contar tudo o que faria, se fizesse alguma coisa.
.....Chega dos poetas não publicados. Empresários de mesa de bar. Pessoas que fazem coisas fantásticas toda sexta à noite, todo sábado e domingo, mas que na segunda não sabem concretizar o que falam. Porque não sabem ansiar, não sabem perder a pose, não sabem recomeçar. Porque não sabem trabalhar. Eu digo: trabalhem, trabalhem, trabalhem. .....Das 8 às 12, das 12 às 8, e mais, se for preciso. Trabalho não mata. Ocupa o tempo. Evita o ócio, que é a morada do demônio, e constrói prodígios.
.....O Brasil, este país de malandros e espertos, da vantagem em tudo, tem muito que aprender com aqueles trouxas dos japoneses. Porque aqueles trouxas que trabalham de sol a sol construíram, em menos de 50 anos, a 2ª maior megapotência do planeta, enquanto nós, os espertos, construímos uma das maiores impotências do trabalho.
.....Trabalhe! Muitos de seus colegas dirão que você está perdendo sua vida, porque você vai trabalhar enquanto eles veraneiam. Porque você vai trabalhar, enquanto eles vão ao mesmo bar da semana anterior, conversar as mesmas conversas; mas o tempo, que é mesmo o senhor da razão, vai bendizer o fruto do seu esforço, e só o trabalho lhe leva a conhecer pessoas e mundos que os acomodados não conhecerão.
.....E isso se chama "sucesso".

(Nizan Guanaes (Publicitário, fundador do IG e das agências DM9 e Africa), discursando como paraninfo na formatura de uma turma na Faap.)

14 de janeiro de 2008

A hora da estrela

Primeiro grande evento do ano: casamento do meu amigo-irmão André.

A escolhida? A doce Paty...

Sentimento da noiva às vésperas do casamento: ansiedade e busca pelo perfeccionismo (pq ela é virginiana, como eu!)

Sentimento do noivo às vésperas do casamento: sossego (típico) e uma pitada mau humor porque perfeccionismo o cansa!


O local: São José do Rio Preto, cidade da noiva (e lá vamos nós, os amigos do peito, sair mais cedo do trabalho, em plena sexta feira para não perder o grande evento: Oba!)


A igreja: A Basílica Menor de Nossa Senhora Aparecida, um lugar lindo, clássico, sofisticado.



A cerimônia: Emocionante. André (Mandinga) cantou e tocou violão. "Aonde quer que eu vá, levo você no olhar..."

Detalhe: teve música dos Engenheiros do Hawaíí na igreja (por isso que o André é meu amigo favorito): "Quando todo mundo quer me crucificar, eu só quero estar com você, ficar com você"

Um lamento: a música A Hora da Estrela (Pato Fu) que deveria ter sido tocada e não foi! (atentem para a letra):

Ela está pronta
Pra mudar a sua vida pra sempre
Já imagina
Como tudo vai ser tão diferente
E aquele lugar la na frente
Vai ser seu
Mais um minuto
E tudo o que sonhou vai ser verdade
Não há no mundo
Quem não entenda a sua felicidade
Que possa dizer com certeza
Que o lugar é seu
Que é de quem nasceu pra brilhar
Uh, a hora da estrela vai chegar
Uh, agora ninguém vai duvidar
Não hoje, não mais
Nem nunca, jamais
Ela esta pronta
Pra mudar a sua vida pra sempre


O noivo: suando! Ele disse que era calor, mas eu ainda acho que era de nervoso! rs

A noiva: Linda! Clássica! Sorridente! Plena... teve uma entrada triunfal e tinha a felicidade estampada nos olhos e no sorriso.


Os convidados: bonitos, hein? rs























Minha sensação: de felicidade por compartilhar um momento único de pessoas tão especiais.


A festa: Chiquérrima e divertida. Cada detalhe pensado com muito carinho. Tinha desde foto do Che Guevara até bartenders showmen. E as lembrancinhas eram máscaras dos newlyweds.




Conclusão: Paty, seu perfeccionismo valeu a pena. Foi tudo impecável.


Meu desejo: que a felicidade daquele dia seja constante na vida de vocês. Estar casado e feliz (!) é um exercício diário e eu tenho certeza de que vocês tirarão de Letra e farão História! (sacaram o trocadilho? rs)


Obrigada por nos convidarem para fazer parte deste momento tão importante da vida de vocês, espero poder compartilhar tantos outros.


Música da noite: Do seu lado - Nando Reis


Faz muito tempo, mas eu me lembro... você implicava comigo
Mas hoje eu vejo que tanto tempo me deixou muito mais calmo
O meu comportamento egoísta, o seu temperamento difícil
Você me achava meio esquisito e eu te achava tão chata
Mas tudo que acontece na vida tem um momento e um destino
Viver é uma arte, é um ofício
Só que precisa cuidado
Prá perceber que olhar só prá dentro é o maior desperdício
O teu amor pode estar do seu lado
O amor é o calor que aquece a alma
O amor tem sabor prá quem bebe a sua água
Eu hoje mesmo quase não lembro que já estive sozinho
Que um dia eu seria seu marido, seu príncipe encantado
Ter filhos, nosso apartamento, fim de semana no sítio
Ir ao cinema todo domingo só com você do meu lado
Mas tudo que acontece na vida tem um momento e um destino
Viver é uma arte, é um ofício
Só que precisa cuidado
Prá perceber que olhar só prá dentro é o maior desperdício
O teu amor pode estar do seu lado
O amor é o calor que aquece a alma
O amor tem sabor prá quem bebe a sua água

2 de janeiro de 2008

2008: seja muito bem vindo!!


A festa de reveillon foi ótima.
Fizemos na nossa casa nova. Vieram os pais do Tiago, os meus pais, e minhas irmãs Cri e Ré.
As energias eram as melhores possíveis e o sentimento de esperança presente no ar!
Que o ano de 2008 seja de paz, de realizações!
E que cada dia seja uma vitória para cada um de nós!
Amém!

Viver!
E não ter a vergonha
De ser feliz
Cantar e cantar e cantar
A beleza de ser
Um eterno aprendiz...
Ah meu Deus!
Eu sei, eu sei
Que a vida devia ser
Bem melhor e será
Mas isso não impede
Que eu repita
É bonita, é bonita
E é bonita...
(Gonzaguinha)